Madona Del Ghisallo – Santa Padroeira dos Ciclistas

italy-ghisalloIndependentemente do que cada um acredita, da religião que cada um siga, esta história é interessante e traz muitos turistas para seu local. Madona del Ghisallo refere-se à história de uma suposta aparição de Virgem Maria ao Conde Ghisallo, por isso Madona del Ghisallo (Nossa Senhora de Ghisallo). Segundo consta, a história inicial refere-se a uma viagem na era medieval do Conde Ghisallo que, quando passava pela região atualmente pertencente ao município de Magreglio, foi atacado por ladrões.

Ao fugir dos ladrões, o conde teve a aparição de Virgem Maria em um santuário próximo a este local, tendo corrido para lá onde ficou a salvo dos ladrões. Esta aparição ficou conhecida como a aparição da Madona del Ghisallo e esta durante os anos tornou-se padroeira dos viajantes. Desde então, o santuário que fica no alto desta colina, tornou-se um lugar de repouso e parada para muitos ciclistas, especialmente por ficar após uma subida bastante íngreme. Em função deste fato e por sugestão do Padre local Ermelindo Vigano, a Igreja Católica, na pessoa do Papa Pio XII no dia 13 de outubro de 1945, a consagrou como Santa Padroeira dos Ciclistas.

Esta região fica no alto de um morro, à beira do Lago de Como, entre as cidades de Como e Lecco. Atualmente existe a igreja e ao seu lado foi criado um museu, sendo que este local já fez parte muitas vezes de provas de ciclismo como o Giro di Lombardia e também o Giro d’Italia. Neste museu existe muitas peças de bicicletas de ciclistas que conquistaram seus objetivos em provas pelo mundo afora, flâmulas de equipes, camisas de ciclistas, fotos, etc., e uma chama eterna para os ciclistas que já morreram. Também está lá presente a bicicleta amassada que o ciclista campeão olímpico Fabio Casartelli, esportista da região, montou no dia em que ele morreu no famoso acidente no Tour de France em 18 de julho de 1995, pela falta do uso de capacete.

Muita gente que vai para pedalar na Itália faz a passagem pelo local, geralmente subindo os quase 10Km e 754m de elevação, partindo de Bellagio, próximo a Como. Aqui é possível ver o seguimento de Bellagio à Magreglio no Strava (Ghisallo). A região por si só é belíssima e vale a pena estender até o santuário. Como fica bem próximo a Milão e dá pra ir tranquilamente de trem, de ônibus ou de carro. De Como para Bellagio são mais alguns poucos quilômetros.

É possível agendar passeios de bicicleta por toda a região, partindo de diversas cidades ao redor do lago, rodeando o lago, fazendo trechos que incluam a Suíça e outros que passam pelo santuário também. Já fui para Como, mas na época não conhecia esta história e não fui ao local, mas a próxima ida à Itália já está marcada e esse será um ponto que será visitado com certeza…e de bike.

 

4 thoughts on “Madona Del Ghisallo – Santa Padroeira dos Ciclistas

    • Se ele estiver salvando no Garmin Connect e não no Strava, é provável que a conexão entre os dois que não esteja correta. Entre no Strava e veja se estão como conectados.

  1. Sou ciclista de cicloturismo da cidade de Recife Pe.a maior parte do grupo já tem mais de cinquenta anos, alguns já disistiram, mais enquanto DEUS permitir estarei pedalando, fico muito grato pelas informções sobre NOSSA SENHORA DE GHISALLO, gostaria de saber a data de comemoração da SANTA DE GHISALLO. um abraço a todos os ciclistas de sua região.

    • Robson, me desculpe a longuíssima demora, mas demorou para eu conseguir voltar a ter aceso ao wordpress e as mensagens. Por uma questão de troca dos sistemas e de empresa de servidores, só agora conseguir fazer o acesso. De qualquer forma, o dia da padroeira é 13 de outubro, coincidentemente o dia de meu aniversário 🙂 :). Abraços e muitas pedaladas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *